Lições de Célula

Ap. Leila

20 – Seis inimigos da fé

1 – Definição

A Bíblia diz:

“Combate o bom combate da fé. Toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado e de que fizeste a boa confissão perante muitas testemunhas.” 1 Timóteo 6:12

Se temos de combater é porque existem inimigos da fé. 

2 – Inimigo número 1:

Falta de  conhecimento daquilo que significa ser nova criatura em Cristo.

Muitos cristãos não sabem o que significa ser uma nova criatura e pensam que a única coisa que Deus fez foi somente perdoar os seus pecados.

“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” 2 Coríntios 5:17

O pecador tem que nascer de novo. Tem que se tornar um nova criatura em cristo Jesus e tem que receber a natureza de Cristo.

“pelas quais nos têm sido doadas as suas preciosas e mui grandes promessas, para que por elas vos torneis coparticipantes da natureza divina, livrando-vos da corrupção das paixões que há no mundo,” 2 Pedro 1:4

Ser uma nova criatura significa que agora somos filhos de Deus, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo.

“pois ele recebeu, da parte de Deus Pai, honra e glória, quando pela Glória Excelsa lhe foi enviada a seguinte voz: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.” 2 Pedro 1:17

Quando você sabe quem você é em Cristo isto faz toda diferença do mundo.

3 – Inimigo número 2: 

Falta de compreensão do nosso lugar em Cristo.

As escrituras no novo testamento fazem menção, em muitos versículos, de quem somos em Cristo. Expressões tais como: “em Cristo”, “nEle” , “em quem”, são comuns no Novo Testamento.

Se você percorrer o Novo Testamento e confessar isso continuamente, descobrirá  que mudará e será totalmente diferente.

4 – Inimigo número 3: 

Falta de entendimento em relação à nossa posição de justiça em Cristo.

A terceira coisa que você tem que compreender é que Jesus Cristo é a nossa justiça.

“Justificados, pois, mediante a fé, temos faz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo;”  Romanos 05:01

A nossa justiça está baseada no fato de que o sangue de Jesus Cristo nos purifica de todo o pecado, se tão somente nos arrependermos e confessarmos, pois ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiças.

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” 1 João 1:9

A nossa justiça está centrada  naquilo que Jesus Cristo fez e não em nossas próprias obras, pois a Bíblia diz que as nossas justiças, perante Deus são como trapos de imundícias.

“Eis que está escrito diante de mim, e não me calarei; mas eu pagarei, vingar-me-ei, totalmente,” Isaías 65:6

A nossa justiça, é a justiça de Cristo que é lançado em nossa conta. Só somos justos porque ele nos justificou.

A bíblia diz que Elias era homem semelhante a  nós, sujeitos aos mesmos sentimentos que nós somos, tinha as mesmas paixões que temos, mas mesmo assim, Deus lhe chama de justo. Ele orou com instância e não choveu. Orou outra vez e o céu deu chuva. Ele teve seus momentos de altos baixos, mas ele não confiava em sua justiça própria, mas na justiça de Deus.

“Elias era homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos, e orou, com instância, para que não chovesse sobre a terra, e, por três anos e seis meses, não choveu.” Tiago 5:17

“E orou, de novo, e o céu deu chuva, e a terra fez germinar seus frutos.” Tiago 5:18

 5 – Inimigo número 4:

Falta de entendimento do nosso direito de usar o nome de Jesus. Quando não entendemos que temos o direito de usar o nome de Jesus, então ficamos cativos e perdemos espaço ao diabo .

Jesus Cristo disse:

“… se pedirdes alguma coisa ao Pai, ele vo-la concederá EM MEU NOME. Até agora nada tendes pedido EM MEU NOME; pedi, e recebereis, para que a vossa alegria seja completa.” João 16:23,24

Quando descobrimos o poder que tem o nome de Jesus, e quando descobrimos que Ele nos deu o privilégio de usar seu nome, tomamos nosso lugar de autoridade sobre satanás e então experimentamos uma vida de vitória.

A esse respeito Jesus também disse:

“ … Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém não crer, será condenado. Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome expelirão demônios, falarão novas línguas, pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre os enfermos, eles ficarão curados.” Marcos 16:15-18

Estes sinais acompanharão aqueles que creem. A Bíblia não diz que os sinais acompanham os pastores, ou os diáconos, ou os líderes de grupos familiares, mas os que creem.

Todos os que creem podem ver os sinais. É somente sair fazendo a obra de Deus e os sinais seguirão. Todo crente pode curar os enfermos, expulsar demônios, pegar em serpentes, se for, é claro, o caso. Basta crer no nome de Jesus.

 6 – Inimigo número 5:

Falta de entendimento do que é agir à altura da palavra.

A palavra de Deus é autoridade suprema. Aquilo que ela diz é verdade, mas não basta sabermos isso, é preciso tomarmos a decisão de agirmos de acordo com o que ela diz.

Não basta sabermos citar:

“Ele mesmo tomou as nossas enfermidades e carregou com as nossas doenças.” Marcos 08:17

Muitas vezes citamos também:

“Carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos aos pecados vivamos para a justiça, por suas chagas fostes sarados.” I Pedro 02:24

Agir à altura desses textos é abandonar as atitudes de doentes e adotar atitudes e procedimentos de pessoas sadias.

Para exemplificar como isso funciona, deixa-me contar um testemunho que li em um livro de T.L. Osborn: Ele conta que uma jovem crente estava com tuberculose nos ossos e como naquela época a tuberculose era uma doença incurável, a moça estava simplesmente esperando a morte chegar.

Ocorre que, como ela era uma cristã dedicada, certo dia, deitada em sua cama, ela lia às escrituras e casualmente, ou melhor dizendo, providencialmente, ela chegou em I Pedro 02:24“. Ela leu: “ Carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos aos pecados, vivamos para a justiça,…”, – ela parou aqui e regozijou, louvou a Deus, pois afinal de contas ela  estava morrendo, mas tinha certeza de sua salvação, iria morar na glória eternamente com o Senhor – Depois de louvar a Deus, ela voltou à sua leitura e então leu a  parte final do versículo: “ … por suas chagas fostes sarados.” Ela parou, pensou, e então concluiu, se a primeira parte é verdadeira e se vou morar no céu com o Senhor, então a segunda parte também é verdadeira e neste caso estou curada.

Ela chamou sua mãe e radiante de alegria lhe contou que estava curada mostrando o texto à sua mãe. A mãe, pelo contrário, fez de tudo para manter a filha na  cama mas ela insistiu e disse: a Bíblia diz que estou curada, a senhora não diz que toda a palavra de Deus é a verdade?  Se a palavra de Deus é a verdade esse texto também é verdade e eu estou curada, pois é isso que a Bíblia esta dizendo.

A mãe fez de tudo para manter a filha na cama, mas ela, contra a vontade da mãe, se levantou, tomou banho e nunca mais voltou à cama como doente. Ela se firmou na palavra e em uma semana já havia recuperado metade do seu peso.

Ela ficou curada porque agiu à altura da palavra de Deus.

7 – Inimigo número 6: 

Falta de entendimento a  respeito da necessidade de manter firme  a nossa confissão de Fé.

“Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel.” Hebreus 10:23

A Bíblia esta dizendo que devemos manter firme a nossa confissão mas que é confissão? O que devemos confessar? Confessar é falar a mesma coisa que a Bíblia diz, ou seja, devemos falar  o mesmo que a palavra fala. Kenneth Hagin diz: “ A fé e medida pela nossa confissão. Mais cedo ou  mais tarde nos tornamos aquilo que confessamos.”

Muitos são derrotados porque  se recusam a confessar a Palavra de Deus, dizendo que não podem confessar algo que não sentem, só que estes se esquecem que a fé nada tem a ver com o que sentem mas com a palavra.

Se falas de derrotas, serás derroto, se falas de doenças ficarás doente, se falas de pobreza serás pobre; mas se falas de saúde de prosperidade, de vitória então será isso que terás.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no print